Stress

O Stress faz parte da natureza humana e constitui uma reacção do organismo a determinadas situações ou estímulos. Cada pessoa tem um nível de resistência muito próprio, o que torna difícil defini-lo e medi-lo.

A velocidade a que vivemos hoje em dia, as mudanças constantes, desafios, surpresas, e outras, fazem com que o stress cause reacções físicas e psicológicas muito mais profundas do que aquilo que julgamos.

Isso faz com que a pessoa muitas vezes sinta que a sua vida é uma prisão, presa a horários, trabalho, rotinas, entre outras. Este pensamento leva a outras crises mais graves como a depressão ou mesmo a exaustão.

Sabia que quando se encontra no meio de uma reacção de stress, as funções de auto-reparação e auto-manutenção do corpo, diminuem abruptamente?

- A frequência cardíaca aumenta, assim como o ritmo respiratório, tornando a respiração mais superficial e fazendo com que o metabolismo acelere e liberte glicose para a corrente sanguínea.

- No estômago as enzimas digestivas diminuem, dando a sensação de acidez, podendo trazer diarreias e/ou obstipações, assim como vómitos ou contrações do esófago.

- Existe também uma diminuição no líbido e sistema reprodutor, assim como dificuldade em conciliar o sono, ficando a pessoa em estado de alerta.

As emoções e pensamentos que activam este sistema são, por exemplo, o medo, a frustração, o ressentimento, a ansiedade e emoções semelhantes, que pela carga de negativismo que possuem, alteram o ambiente interno do seu organismo.

Como interromper então este mecanismo que nos é tão prejudicial?

Através do córtex frontal consciente, responsável pela reacção de relaxamento e que se activa através de pensamentos e emoções positivas, este é o responsável por sentirmos amor, ligação, intimidade, prazer e esperança. Nestes casos, o hipotálamo pára de activar as reacções de stress: o sistema nervoso simpático desliga-se, os níveis de cortisol e adrenalina baixam, o sistema parassimpático assume o controlo e o sistema imunitário reactiva-se, levando a cabo os processos necessários de auto-reparação.

Assim sendo, podemos dizer que a mente e os nossos pensamentos têm um papel extremamente importante nos processos de cura, sendo que pessoas com auto-estima, ao tenderem a ser mais positivas, optimistas e proativas, activam o processo de relaxamento do organismo, dando espaço para que o sistema imunológico se concentre nos processos de autocura, nos resultados dos tratamentos e no comportamento físico face a doenças.

A mentalidade positiva aliada a bons hábitos no que toca a exercício regular e alimentação saudável, irá fazer com que exista uma grande diminuição dos níveis de stress e faz com que se sinta muito mais relaxado/a.

Num determinado momento, o esforço gerado por cada um pode não ser o necessário. Por falta de conhecimento de estratégias, de incentivo ou até mesmo pela dificuldade de resposta ao seu plano, pode iniciar um ciclo de tentativas-erro que podem gerar frustração ou desânimo.

Existem, no entanto, algumas áreas que se destacam no alívio do stress, entre elas, a Psicologia, Coaching, Medicina Chinesa, Osteopatia, Reiki...

Esteja atento/a aos sintomas e não deixe que o stress tome controlo da sua vida. Lembre-se que pensamentos positivos influenciam o seu sistema imunitário e de auto-reparação.

Por isso sorria! Seja feliz e utilize todo esse positivismo para potenciar a sua saúde!