O Exercício traz mais Felicidade do que o Dinheiro segundo Especialistas

De acordo com um estudo recente por parte de investigadores das Universidades de Yale e Oxford, publicado no The Lancet, os investigadores reuniram dados sobre o comportamento físico e o humor mental de mais de 1,2 milhões de americanos.

Os participantes foram convidados a responder à seguinte pergunta: "Quantas vezes se sentiu mal, a nível mental, nos últimos 30 dias, por exemplo, devido a stress, depressão ou problemas emocionais?"

Os participantes também foram questionados sobre a sua renda e actividades físicas. Conseguiram escolher entre 75 tipos de actividade física - desde cortar relva, cuidar de crianças e fazer tarefas domésticas até levantamento de peso, andar de bicicleta e correr.

 

As pessoas que permanecem activas têm tendência a ser mais felizes

Os investigadores descobriram que, enquanto aqueles que se exercitavam regularmente tinham tendência a se sentir mal por 35 dias por ano, os participantes não activos sentiam-se mal por mais 18 dias, em média.

Além disso, os investigadores descobriram que pessoas fisicamente activas se sentem tão bem quanto aquelas que não praticam desporto, mas que ganham cerca de US $ 25.000 (22.595€) a mais por ano. Essencialmente, teria que ganhar muito mais para obter o mesmo efeito de felicidade que o desporto tem.

 

Muito exercício pode ser prejudicial à sua saúde mental

O exercício é claramente bom para a sua saúde, mas quanto é em demasia?

"A relação entre duração do desporto e carga mental é em forma de U", disse o autor do estudo Adam Chekroud, da Universidade de Yale, em entrevista ao Die Welt. O estudo constatou que a actividade física contribui para um melhor bem-estar mental apenas quando está dentro de um determinado período de tempo.

Segundo o estudo, três a cinco sessões de treino, cada uma com duração de 30 a 60 minutos, são ideais por semana. A saúde mental dos participantes que se exercitaram por mais de três horas por dia sofreu mais do que a daqueles que não eram particularmente activos fisicamente.

Os investigadores também notaram que certos desportos que envolvem socialização - como desportos em equipa - podem ter um efeito mais positivo sobre a saúde mental do que outros.

Apesar do facto de que nem o ciclismo, nem a aeróbica e o condicionamento físico contam tecnicamente como desportos colectivos, essas actividades também podem ter um efeito positivo considerável na sua saúde mental.

Artigo retirado de The Business Insider.

 
exercicio-felicidadeDinheiro-felicidade

Qualquer dúvida, contacte-nos: